Mercosul e Coreia do Sul fecham sétima rodada de negociações para Acordo de Livre Comércio

Pauta incluiu mercado de bens, comércio eletrônico e de serviços, investimentos, medidas sanitárias e fitossanitárias, defesa comercial e compras governamentais, entre outros temas.

O Mercosul e a Coreia do Sul encerraram a sétima rodada de negociações para fechar um Acordo de Livre Comércio. Os primeiros encontros foram realizados de 30 de agosto até a última sexta-feira (3/9). A rodada foi finalizada com reuniões nesta quarta (8/9) e quinta-feira (9/9).

Na primeira fase da rodada, oito grupos trataram de acesso ao mercado de bens; comércio de serviços, comércio eletrônico e investimentos; regras de origem; medidas sanitárias e fitossanitárias; assuntos institucionais; direito de propriedade intelectual; defesa comercial, e compras governamentais. Os últimos encontros, nesta semana, reuniram o grupo de barreiras técnicas.

Os dois lados pretendem realizar a oitava rodada de negociações em breve, em data a ser definida. Antes disso, os diversos grupos do Mercosul e da Coreia do Sul continuarão os contatos, inclusive por meio de videoconferências.

Sobre o acordo

As negociações Mercosul-Coreia do Sul foram lançadas em 25 de maio de 2018, em Seul, capital sul-coreana.As negociações envolvem compromissos de redução tarifária, maior integração entre os países – via redução de barreiras não tarifárias – e compromissos regulatórios no comércio de serviços, em investimentos, propriedade intelectual e compras governamentais.

No final de agosto, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia divulgou o estudo de impacto para o acordo em negociação, que aponta para impacto positivo em todas as variáveis macroeconômicas – PIB (0,37%), investimentos (1,02%), exportações (1,45%) e importações (1,77%) totais e salário real (0,41%). Para os preços ao consumidor, a estimativa é de queda (-0,08%).

Segundo a Secretaria, até 2040, os impactos acumulados podem chegar a R$ 416,8 bilhões no PIB, R$ 286,8 bilhões nos investimentos, R$ 231,3 bilhões nas exportações e R$ 486,2 bilhões nas importações. A simulação também permite identificar efeitos setoriais decorrentes dos acordos. A maioria absoluta dos setores apresenta aumento de nível de produção, exportações e importações totais.

A negociação do acordo de livre comércio com a Coreia do Sul faz parte de uma estratégia maior de inserção internacional da economia brasileira. A Secex estima que a rede de acordos comerciais em negociação pelo Brasil trará́ impactos positivos de R$ 1,7 trilhão no PIB até́ 2040, além do efeito positivo nos investimentos, na corrente de comércio (soma de exportações e importações), na massa salarial e na queda dos preços ao consumidor.

Fonte: https://www.gov.br/economia/pt-br/assuntos/noticias/2021/setembro/mercosul-e-coreia-do-sul-fecham-setima-rodada-de-negociacoes-para-acordo-de-livre-comercio

Artigos.

The original text of this page has been automatically translated into the English language through Google Translate and may contain agreement errors.

El texto original de esta página ha sido traducido automáticamente al idioma Inglés a través de Google Translate y puede contener errores acuerdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.